Safári na África do Sul: Kruger – Kapama

safári na africa do sul
Esperando para começar o safári no Kapama River Lodge

Poucas coisas mexeram tanto comigo quanto a experiência de um safári na África do Sul. Ver os animais ali do meu lado, fazendo o ciclo da vida acontecer, do jeitinho que estudamos na escola, foi surreal, uma sensação que me despertou um outro olhar sobre a vida.

Tive a oportunidade de passar 3 dias totalmente imersos em uma reserva privada no Great Kruger, conhecendo lugares e espécies da fauna e da flora que jamais imaginei. No total, foram 6 safáris, inúmeros amigos e muita história para contar.

Neste artigo, eu conto como foi a minha experiência no KAPAMA PRIVATE GAME RESERVE e tudo o que você precisa saber para realizar um safári!

safari no kruger
Vi o búfalo logo no transfer de entrada no Lodge
safari na africa do sul
Galera do mundo todo que conheci durante o safári

Como escolher por um safári na África do Sul

A primeira coisa que pesquisei foi a respeito do lugar. Na África do Sul toda é possível fazer safári em regiões maravilhosas, mas nenhuma delas mexeu tanto comigo quanto o que li sobre o Kruger.

O famoso Kruger é simplesmente uma reserva enoooorme, correspondente ao estado de Sergipe, que se estende da África do Sul até o Zimbábue. Nesta gigante selva há muitos lugares e maneiras diferentes de se fazer um safári, se hospedar e interagir com o ambiente. Alguns exemplos são:

  • Parque nacional do Kruger: reserva pública, onde alugamos um carro (self-drive) e podemos circular somente nas áreas delimitadas. O contato com os animais neste modelo é mais distante e não há guias.
  • Acampamento dentro do Parque nacional do Kruger, conhecidos como camps.
  • Reservas privadas: aqui geralmente ficamos hospedados em lodges dentro da reserva no meio da savana e fazemos o safári com o carro do próprio da reserva. Neste modelo de safári, o tour é feito com carros 4×4 que entram literalmente dentro da savana acompanhado por guia.
  • Ficar em lodges no arredores do Kruger e contratar safáris de empresas especializadas em safáris de um dia com guia. Neste modelo dividimos o carro com outros turistas.

Dentre todas estas oportunidades, que variam bastante de preço e estrutura, optei por uma reserva privada que é, na minha opinião, a maneira mais “real life” de se ver e entender a vida na selva. Ficamos muito pertinho dos animais.

Uma parte importante de citar é que na região do Kruger há malária, portanto exige alguns cuidados. A malária é uma doença transmitida por um mosquitinho assim como a febre amarela, mas não tem vacina. Logo, a única maneira de evitar é a prevenção.

O mosquito transmissor se prolifera princialmente durante o verão quando há muita chuva e esse foi um dos motivos pelo qual eu escolhi fazer safári na África do Sul no inverno. Esta época no país é bem seca e consequentemente há menos risco.

Como prevenção, indica-se passar repelentes a base de dietiltoluamida (DEET) com frequência, usar meia calça fina e blusas de manga comprida.

Existe também alguns medicamentos antimaláricos que pode-se tomar com antecedência. Os mais usados para o tratamento oral são: a doxiciclina, o Malarone (atovaquona + proguanil), mefloquina e atovaquona. Mas gente, consulte um médico de confiança antes de qualquer decisão, isso é primordial.

Eu decidi não tomar nada antes da viagem e fiz somente a prevenção com roupas e repelente. Mas antes me informei e muito.

safari na africa do sul
Paradinha durante os safáris para tomar um café Foto: Camila Castanheira

Como são os Safáris no Kapama River Lodge

A reserva que eu escolhi passar três dias foi o Kapama Private Game Reserve, que fica bem em frente ao aeroporto de Hoedspruit no Great Kruger. Aqui os safáris são feitos em carros 4×4 abertos do próprio Lodge. Este tipo de safári na África do Sul é chamado de GAME DRIVE.

O Kapama é uma reserva cercada, gigantesca e cheia de animais, incluindo todos os big five (elefante, leopardo, búfalo, leão e o rinoceronte). Aqui acontecem dois safáris por dia: um às 6h da manhã e outro as 16h da tarde.

Cada safári geralmente dura em torno de três horas e mergulhamos na savana em carros totalmente abertos acompanhados por duas pessoas: o ranger que são guias conhecedores profundos da fauna e flora e também são os motoristas e o tracker que são aqueles caras que ficam no banquinho bem na ponta do carro buscando indícios para encontrarmos os animais.

Estas duas figuras são essenciais para realizarmos um bom safári!

safari  na africa do sul
Tracker do lado esquerdo, e o ranger do lado direito falando no rádio Foto: Camila Castanheira

Neste tipo de safári tudo acontece real life mesmo e não é porque a reserva é cercada que os animais são controlados. Não. Eles caçam, vivem livres como deve ser.

Vi leões caçando girafas, elefantes cuidando dos filhos e búfalos embaixo das árvores por inúmeras vezes. Aliás, esta estrutura de game drive me passou segurança. É impressionante ver como o tracker e o ranger se relacionam com o ambiente e mesmo estando muito pertinho dos bichos, eles conseguem nos deixar tranquilos. Em nenhum momento eu senti medo, pelo contrário.

Olha a leoa no funda da foto tentando caçar

Um outro detalhe importante é que neste modelo de safári, os guias se comunicam por rádio, portanto se alguém encontra um animal difícil de ver, logo já comunica outro o carro.

Para vocês entenderem, a rotina no lodge funciona assim:

  • 5.30h nos reunimos para um chá
  • 6h saímos para o primeiro safári do dia que dura 3 horas. Retorno aproximadamente às 9h quando tomamos café da manhã, que funciona no sistema de buffet super completo.
  • Após o café podemos aproveitar as áreas comuns do hotel ou fazer alguma atividade sugerida. Vale sempre consultar o que há de diferente na recepção.
  • As 15.30h temos outro chá da tarde e as 16h saímos para o segundo safári de 3 horas. Aqui ficamos até o anoitecer e temos um outro tipo de experiência.
  • À noite todos jantamos juntos em uma área externa do lodge.

Kapama Private Game Reserve

O Kapama fica exatamente em frente ao aeroporto de Hoedspruit, logo, é simplesmente descer do avião e atravessar a rua, de transfer é claroooooo. Aliás, quem nos busca no aeroporto é o carro do próprio safári, portanto o transfer de chegada já é um safári. Eu achei isso o máximoooo!

Aqui no Kapama existem 4 tipos de lodges distintos com preços e estruturas diferentes. Todos eles funcionam na estrutura all inclusive, sendo 2 safáris por dia, café da manhã, almoço, jantar, os lanches antes dos safáris e o transfer. A única coisa que não está inclusa são as bebidas (apenas no Karula que é um tipo de lodge). Ou seja, você não terá que gastar praticamente nada quando chegar no Lodge.

Digo isso porque um safári em reserva privada com todas estas experiências não costuma ser algo barato. Contudo, por tudo o que a estrutura oferece é um bom custo benefício.

Hall de entrada do Kapama Private Game Reserve

Um detalhe que achei bem interessante é que os jantares acontecem em volta de uma fogueira no sistema buffet ou à la carte, dependendo do lodge que você está. Jantamos ainda junto com o nosso ranger e com o grupo de pessoas que fizeram o safári conosco. Super aproveitei o momento para perguntar e tirar todas as dúvidas mesmooo!

Ah, caso tenha interesse em sentar só, com seu par, ou algo especial, consulte antecipadamente que há a possibilidade.

kapama river lodge
Restaurante onde almoçamos e tomamos o café da manhã no River Lodge

Um pouco de cada Lodge

Kapama Buffalo Camp

Achei esta opção sensacional. Aqui as acomodações são em tendas de luxo no meio da reserva. Bem autêntico! As refeições são à la carte e há uma piscina exclusiva.

Kapama Southern Camp

Os quartos deste lodge são maravilhosos e alguns possuem piscina privativa. Aqui as refeições funcionam no sistema buffet e as bebidas não estão inclusas.

Kapama Karula

É o mais requintado de todos. Apresenta piscina privativa em todos os quartos, refeições à la carte e bebidas inclusas. Muito procurado por casais em lua de mel (super indico).

Kapama River Lodge

Foi o que eu fiquei! Neste lodge são 64 suítes maravilhosas com banheira e uma vista direto para a selva. Volta e meia eu estava no meu quarto e via uma girafinha passado. Aqui no River Lodge o sistema de refeições acontece em buffet e as bebidas não estão inclusas.

Banheiro da minha suíte no Kapama River Lodge

Todos os 4 lodges não são exclusivo para adultos e recebem crianças. E uma particularidade é que o Buffalo Camp aceita apenas pessoas acima de 12 anos.

Estrutura do KAPAMA RIVER LODGE

O Lodge é todo cercado e está bem no meio da savana. Direto encontrava com algum impala e girafas nos arredores. Elefantes também apareciam direto perto das piscinas que no Kapama River Lodge são 3: duas nas áreas comuns e uma terceira no Spa que é sensacional.

Fique tranquilo que os animais não entram dentro do lodge, é tudo muito seguro.

safari na africa do sul kruger
Entre um safári e outro, aproveitamos a estrutura do Lodge
safari na africa do sul
Uma das 3 piscinas do Kapama River Lodge
kapama river lodge
Piscina maravilhosa do SPA

Há também uma área para drinks e descanso próximo aos quartos que eu adorei. É aqui onde tomamos o lanchinho antes de cada safári.

safari na africa do sul
Recepção do Kapama

A recepção do River Lodge também é linda com decoração super africana. Há muitos sofás com vista para a savana para ler um livro e também há uma loja com artesanato super local maravilhosa.

Quanto tempo ficar em um safári na África do Sul

O tempo ideal sugerido é de 3 a 5 noites, o que totalizará em uma média entre 6 a 10 safáris. Falando assim vocês podem achar que são muitos mas na realidade não é. Estar no meio da savana é viciante e o tempo passa muito rápido.

kapama river lodge
Rinocerontes no entardecer

Como chegar e como reservar o safári

Como eu disse o Kapama está exatamente em frente ao Eastgate Airport em Hoedspruit (HDS) o que torna tudo muito fácil. De Joburg para lá são cerca de 50 minutos de voo, operado principalmente pela South African Airways. Há voos para lá também de Cape Town, Durban e Port Elizabeth que foi de onde eu voei.

Reservar também é super simples: faça a reserva pelo site do booking neste link aqui, e quando estiver próximo a viagem entre em contato com o lodge para agendar o transfer. Você só precisa dizer o voo que chegará e pronto. É super simples. Na sua chegada terá alguém te esperando com uma plaquinha com seu nome! Viajei para o Kapama SOZINHA e fiz todos os procedimentos sozinha!

safari na africa do sul
Este é o carro nos busca no aeroporto!

Fazer um safári foi algo de outro planeta e que mudou e muito a minha percepção da fauna e flora. Ver o ciclo da vida acontecendo é realmente um presente! Depois desta viagem já assisti o Rei Leão algumas vezes, agora entendendo muito melhor de cada animalzinho que vi! Recomendo e muito um safári na África do Sul!

Quero voltar logo!

Faça sua reserva no Kapama River Lodge aqui!

Publicitária, paulista, pós graduada em Negócios e Empreendedorismo. Já fez intercâmbio para a Inglaterra, conhece mais de 30 países e 300 cidades em todo o mundo. É apaixonada por história da arte, música, dança e não dispensa jamais um bom café! No dia a dia aplica o que tem como lema: comunicar que o turismo, juntamente com a arte, tem o poder de transformar as pessoas e mudar o mundo.

Deixe seu comentário