Viagem para a Tailândia: curiosidades sobre o país

viagem para a tailandia
Conhecendo a Ilja de James Bond Foto: Camila Castanheira

Praias que são literalmente cenários de cinema, templos decorados com ouro e culinária com sabores inusitados. Costumo dizer que uma viagem para a Tailândia é mais que uma experiência, é um conceito.

Exuberante e estimulante, para uns a Tailândia é o lugar ideal para meditar e se realinhar espiritualmente, para outros, a vida noturna e os excelentes restaurantes são sinônimos de diversão e agito. Para outros as praias são o foco. E para mim é a completa junção de tudo isso e mais um pouco. Que país, viajantes!

A viagem para a Tailândia, teve em minha vida um impacto muito parecido que o Egito me proporcionou: muita reflexão. Depois que conheci este país, nunca mais fui a mesma. A cultura é muito diferente da nossa e ao mesmo tempo de tudo parece muito atrasado, a impressão é que tudo esta avançado. Bem maluco mas senti isso em vários momentos.

Por conta de tantas coisas distintas, é importante se informar muito bem antes de uma viagem para a Tailândia. Veja aqui algumas curiosidades antes de embarcar. Tudo o que escrevi é muito importante para sua viagem!

viagem para a tailandia bangkok
A incomparável Bangkok. Foto: Camila Castanheira

Curiosidades sobre o país: uma viagem para a Tailândia

1 – A Tailândia é o único país de sua região a não ser colonizado

Na língua local a Tailândia é conhecida como “Prathet Thai”, que quer dizer “Terra dos Livres”. O nome não é por acaso. A Tailândia é a única nação no sudeste asiático que não foi colonizada pela Europa.

Todos os países vizinhos da Tailândia foram colonizados por franceses ou britânicos. A Tailândia conseguiu ser a única exceção graças ao uso de diversas estratégias de negociação. Desta forma o país sofreu pouca influência externa, preservando melhor boa parte de seu patrimônio histórico e cultural. 

Os tailandeses possuem assim um forte senso patriótico. A figura do rei, a moeda e a bandeira tailandesa são vistos como símbolos nacionais e com o maior respeito. Virar a bandeira de cabeça para baixo, pisar numa nota de Baht (moeda local) ou dizer impropérios contra o rei e a família real podem resultar em advertências ou até mesmo prisão. Fique atento porque isso é bem sério.

viagem para a tailandia templos
Detalhes do Grand Palace Foto: Camila Castanheira

2 – O tailandês é uma das línguas mais difíceis do planeta

Talvez você queira aprender uma ou outra palavra e expressão em tailandês. Dizer muito obrigado na língua local (kob khun krab) é uma forma de demonstração de respeito e educação. Mas saiba que a língua tailandesa é extremamente complexa. São 44 consoantes, 32 tipos de vogais e 5 tons que variam em gênero, quantidade e até intensão.

Desta forma, a mesma palavra pode mudar completamente de sentido de acordo com o tom usado. Além disso, há uma grande diferença de símbolos e expressões de acordo com cada região do país. 

viagem para a tailandia
Curtindo os famosos rooftops de Bangkok Foto: CAmila Castanheira

3 – A Tailândia possui uma das maiores populações budistas do mundo

Nada menos que 95% da população da Tailândia é budista, um dos maiores índices de adeptos desta religião no planeta. Durante muitas décadas todos os rapazes eram obrigados a seguir por um período a carreira de monges. A regra mandava que cada menino estudasse os ensinamentos de Buda antes de completar 20 anos. Isso contribuiu para a grande quantidade de templos e centros de estudos budistas, que fazem do país uma referência mundial no assunto.

Atualmente essa prática não é mais obrigatória, mas você verá muitos meninos nos templos espalhados pelo país. Hoje a constituição da Tailândia se tornou muito mais aberta, permitindo que sua população pratique qualquer religião.

viagem para a tailandia
Você encontrará muitos monges ao longo de sua viagem Foto: Camila Castanheira

4 – Os costumes tailandeses são bem rígidos

O código de etiqueta tailandesa é bem severo e um gesto ou palavra fora de hora pode lhe render alguns problemas. Para o povo tailandês política é um assunto sério, portanto, jamais, em hipótese alguma, faça comentários negativos sobre a família real ou o sistema político do país. Estou repetindo porque é mesmo algo muito sério.

Ao entrar num dos muitos templos budistas da Tailândia fique atento ao tom de voz. Falar alto, especialmente em lugares sagrados, é visto como uma enorme falta de educação. Não é permitido também visitar esses lugares com roupas curtas. O mesmo vale para jogar lixo no chão. Mesmo um chicletinho ou guimba de cigarro são puníveis com multas severas.

Outra dica é pegar leve como beijos e abraços. Na Tailândia, assim como na maioria dos países da Ásia, demonstrações de carinho mais íntimas são ofensivas se feitas em lugares públicos. Em se tratando dos monges (você verá muitos deles em todos os lugares), nada de abraçá-los ou mesmo tocá-los sem permissão.

Outro costume que pode render constrangimentos é em relação aos pés e a cabeça. Para a cultura local os pés são a parte mais suja do corpo. Não é comum ver ninguém exibindo os pés em público – para os tailandeses é meio como estar pelado! Não aponte seus pés para ninguém, muito menos pise em lugares sagrados onde não for permitido.

viagem para a tailandia
Respeite os costumes tailandeses, use roupas adequadas para entrar nos templos Foto: Camila Castanheira

Já a cabeça é vista como a parte sagrada do corpo, por isso usa-se abaixar a cabeça em sinal de respeito a alguém mais velho. Jamais toque na cabeça de alguém sem permissão.

Também é bom lembrar que a Tailândia é um dos países com as regras mais rígidas em relação ao consumo de drogas. Ser pego com substancias ilícitas por aqui pode render prisão perpétua ou até pena de morte.

5  – Bangkok não é o verdadeiro nome da capital

Bangkok, a capital da Tailândia, é considerada a décima cidade mais populosa da Ásia, com quase 14 milhões de habitantes. Ela é conhecida por muitos nomes, mas é especialmente chamada pelos locais de Krungthep – “Cidade dos Anjos”.

A cidade possui ainda o mais longo nome de um lugar no mundo. Seu nome verdadeiro, em pali e sânscrito é:

Krungthepmahanakhon Amonrattanakosin Mahintharayutthaya Mahadilokphop Noppharatratchathaniburirom Udomratchaniwetmahasathan Amonphimanawatansathit Sakkathattiyawitsanukamprasit.

Esse palavrão quer dizer: “Cidade dos Anjos, Grande Cidade dos Imortais, Magnífica Cidade das Nove Gemas, Sede do Rei, Cidade dos Palácios Reais, Lar dos Deuses Encarnados, Erguida por Visvakarman no Mandamento de Indra”.

viagem para a tailandia
Bangkok tem inúmeras faces. Desvendá-la é irresistível! Foto: Camila Castanheira

6 – A massagem é uma mania nacional

Há quem diga que os tailandeses gostam de massagem assim como os brasileiros de futebol. Andar pelas ruas de Bangkok é deparar-se com dezenas de estabelecimentos que oferecem todo tipo de massagem a qualquer hora do dia. Para mim essa é uma das melhores partes de uma viagem para a Tailândia, rs!

Não é raro ver pessoas fazendo massagem no intervalo do almoço, ou até mesmo enquanto comem. Desde a massagem informal, feita no meio da rua, até os spas de luxo que oferecem tratamentos completos, você terá a chance de escolher qual o melhor estilo de relaxamento.

Se resolver experimentar um massagista de rua a média é de 250 bahts por hora. Para quem gasta o dia batendo perna uma massagem nos pés é algo realmente necessário. Outra curiosidade é que a boa etiqueta local pede que se dê uma gorjeta ao massagista – algo entre 50 e 100 bahts.

Agora, se o seu objetivo é provar um pouco de sofisticação, as grandes redes de hotéis oferecem em sua maioria excelentes centros de massagem. Em Bangkok o Healing In Thai e o temploWat Pho são referências nacionais para quem quer se sentir nas nuvens. Fiz uma massagem dentro de Wat Pho e super recomendo.

viagem para a tailandia
Em Phuket, uma das ilhas mais famosas Foto: Camila Castanheira Foto: Camila Castanheira

7 – Existem milhares de templos budistas por toda a Tailândia

Existem cerca de 35.000 templos espalhados pela Tailândia. Diante de uma variedade tão grande, é preciso se planejar e selecionar o que você deseja visitar. Em Bangkok o Grande Palácio Real possui em suas dependências um lindo templo budistas que foi de uso exclusivo da família real. O templo Wat Phra Kaew, também conhecido como Templo da Esmeralda, é o mais sagrado do país. Não deixe de ver.

Já nos arredores da capital fica o impressionante templo budista de Wat Arun, ou Templo do Amanhecer. Sua torre de pedra é um dos símbolos nacionais. Em Chiang Mai, cerca de 720 quilômetros ao norte de Bangkok, fica o monumental templo de Wat Phrathat Doi Suthep, fundado no século XIII e famoso por suas esculturas douradas e a vista para as montanhas.

Outro templo icônico que não pode ficar de fora do seu passeio é o Templo Branco, uma instalação de arte contemporânea que reproduz um antigo templo já desfeito na cidade de Chiang Rai. Este é considerado o projeto de templo budista mais arrojado do mundo e deverá estar pronto apenas em 2070.

viagem para a tailandia
A riqueza artística dos templos são fantásticas Foto: Camila Castanheira

8 – A Tailândia é um dos países com maior diversidade natural do mundo

Não chega a ser uma Amazônia, mas a Tailândia é habitat de diversas espécies raras, o que faz do país um dos destinos mais procurados por amantes da natureza e vida selvagem. Estima-se que pelo menos 1000 espécies de pássaros sejam endêmicas, ou seja, só existem na Tailândia. O país também é o paraíso mundial das orquídeas. Mais de 1500 espécies são típicas daqui.

Parque Nacional de Thap Lan é reconhecido como um dos mais importantes santuários naturais do mundo, abrigando tigres, macacos, várias espécies de répteis e os famosos elefantes, que são símbolos do país.

Em algumas partes do país os elefantes são venerados como criaturas sagradas. Você verá, em diversos templos, a figura exótica do elefante branco. Para nós, do ocidente, o elefante branco é sinônimo de algo que não deu certo, para os tailandeses é justamente o oposto. Elefantes albinos são vistos como sinal de boa sorte e são oferecidos ao rei. Há uma lenda que diz que a mãe de Buda sonhou com um desses animais antes do nascimento de Sidarta Gautama.

Em todo o país existem parques e santuários com elefantes. Durante sua viagem para a Tailândia você será abordado muitas vezes para visitá-los. Mas eu não indico nenhum destes passeios. Infelizmente o elefante ainda é tratado com atração turística e sofre dolorosos impactos por isso. Não incentive este tipo de turismo.

viagem para a tailandia
Em um dia de passeio pelas ilhas da Tailândia Foto: CAmila Castanheira

9 – Algumas das mais belas praias do mundo ficam na Tailândia

Poucos países no mundo possuem um litoral tão privilegiado quanto a Tailândia. São centenas de ilhas cercadas por uma formação geológica que mantém o mar calmo e as águas quentes na maior parte do ano.

A ilha (chamada na Tailândia de Koh) de Phi Phi, faz parte de um arquipélago em meio ao Mar de Andaman e é um dos destinos preferidos pelos brasileiros. Todas as praias da ilha são de cair o queixo. Água azul cristalina, sol o ano todo, areia branquinha, sossego e mata nativa preservada.

Phuket é a ilha mais famosa da Tailândia e na alta temporada costuma ficar lotada. Phuket é tido como um lugar estratégico para visitar as ilhas. Quando visitei a Tailândia pela primeira vez foi aqui que fiquei. Veja aqui como foi minha experiência.

Outra ilha que é lindíssima e super badalada é Krabi. Assim como Phuket, Krabi exibe praias de cinema e também é ponto estratégico para quem deseja visitar muitas ilhas.

Agora se você busca exclusividade a Koh Lipe é uma das ilhas mais isoladas do litoral. Ela fica um pouco distante de quase tudo, mas o esforço para chegar atá lá vale muito apena. Você terá a incrível sensação de ter uma ilha só para você.

viagem para a tailandia phiphi
Bamboo Island em PhiPhi, foi uma das praias mais encantadoras que já conheci na vida Foto: CAmila Castanheira

10 – A culinária tailandesa é uma das melhores do mundo

A comida tailandesa é considerada uma das mais saudáveis e saborosas do planeta. Nas ruas de Bangkok, vilarejos e arquipélagos é impossível não comer muito bem. A comida de rua das grandes cidades é um show. Mas cuidado: alguns pratos podem ser muito apimentados ou condimentados para o nosso paladar e nem sempre dá para saber o que está escrito nos menus.

Na hora de provar os sabores locais, não deixe de conferir o Som Tam, uma salada de mamão muito saborosa e popular. Já o Pad Thai é o prato mais famoso do lugar, uma mistura de macarrão de arroz frito, acompanhado com carnes, frutos do mar ou tofu. O Satay é o petisco preferido para acompanhar a cervejinha do final de tarde. Trata-se de um espetinho de carne de porco com molho de amendoim, muito comum em barraquinhas de comida de rua.

Já para a sobremesa, não deixe de provar o inusitado Khao neeo mamuang, que nada mais é do que manga madura acompanhada de arroz doce com coco. A hora de comer é com certeza uma das melhores partes de uma viagem para a Tailândia!

Viagem para a Tailândia: um presente para a vida

Uma viagem para a Tailândia é algo que marca a vida. Depois de visitá-la você não será mais a mesma pessoa, acredite! São impactos de todos os lados que nos transformam profundamente! Quero voltar o quanto antes para este paraíso que tem um dos povos mais simpáticos e sorridentes que já vi. A Tailândia é vidaaaaa!

Beijos, Camila Castanheira

Publicitária, paulista, pós graduada em Negócios e Empreendedorismo. Já fez intercâmbio para a Inglaterra, conhece mais de 30 países e 300 cidades em todo o mundo. É apaixonada por história da arte, música, dança e não dispensa jamais um bom café! No dia a dia aplica o que tem como lema: comunicar que o turismo, juntamente com a arte, tem o poder de transformar as pessoas e mudar o mundo.

Deixe seu comentário