Como chegar a Versalhes saindo de Paris?

como chegar a Versalhes
O Imponente Palácio de Versalhes Foto: Pixabay

Se você está em Paris, e deseja visitar o Palácio de Versailles, as melhores formas de chegar lá são de trem ou RER (o trem metropolitano). Você escolhe de qual estação sair, de acordo com sua proximidade:

– De trem desde a Gare Montparnasse até a estação Versailles Chantiers;
– De trem desde a Gare Saint Lazare até a estação Versailles Rive Droite;
– De RER, linha C, que para nas estações Versailles Chantiers e Versailles Rive Gauche.

como chegar a Versalhes
AS filas são enormes portanto compre o ingresso com antecedência Foto: Camila Castanheira

A estação mais perto do castelo é Versailles Rive Gauche, mas saiba que, independente da estação que descer, terá que andar um pouquinho. Na média, você caminhará uns 20 minutos.

Além dessas, existem outras formas de transportes até o castelo:

Ônibus de turismo, com as empresas credenciadas (os hotéis sempre indicam). Geralmente o preço inclui o traslado, o bilhete de entrada e o audio-guia.

Ônibus comum, (trajeto mais moroso, mas te deixa na porta). Primeiro pegue o metrô, linha 9, direção Pont de Sévres, desça no ponto final que é Pont de Sèvres. Procure o ônibus 171 e desça no ponto Versailles Place d’Armes, em frente ao castelo.

A última forma e mais confortável, é ir de carro particular com chofer. O passeio fica bem mais caro, mas você geralmente controla os horários e pode apreciar o castelo o tempo que quiser.

como chegar a versalhes
O maravilhoso jardim do Palácio Foto: Pixabay

Um detalhe mega importante, é visitar o destino bem cedinho, e se optar por transporte público, ir com o ingresso comprado pois as filas são imensa, e se estiver frio, como o lugar para entrar é aberto e venta bastante, a sensação é congelante.

Veja também: 11 lugares para visitar em Paris


RESERVE PELO BLOG

Publicitária, paulista, pós graduada em Negócios e Empreendedorismo. Já fez intercâmbio para a Inglaterra, conhece mais de 30 países e 300 cidades em todo o mundo. É apaixonada por história da arte, música, dança e não dispensa jamais um bom café! No dia a dia aplica o que tem como lema: comunicar que o turismo, juntamente com a arte, tem o poder de transformar as pessoas e mudar o mundo.

2 Comentários

Deixe seu comentário